2014 :.

Arrancámos com um modelo de revenda de contas partilhadas com espaço ilimitado, rapidamente ultrapassámos as 50 contas, algumas das quais com elevado tráfego.

2015 – 2016 :.

Chegámos às 80 contas no modelo de alojamento ilimitado partilhado. Surgem primeiras questões de necessidade de automatismo e controlo bem como de performance.

Torna-se imperativo ultrapassar problemas de performance e acrescentar segurança. Estudam-se soluções diversas e opta-se por cluster de servidores com gestão e implementação de parceiro de alojamentos.

2016 – 2017 :.

Torna-se evidente necessidade de escalabilidade e controlo interno de alojamento. Iniciam-se testes de virtualizações e experiências piloto em datacenters internacionais, bem como de implementações de raiz de servidores de alojamento em ambientes controlados.

4T 2017 :.

Arranca nova solução desenhada e pensada por equipa própria com separação de serviços e zonas de DNS, testando num contexto de datacenters europeus, uma solução de cloud nativa com balanceamento de carga, separação de serviços e zonas de DNS e IP failover.

2018 2019:.

Take-off: Implementadas em clientes reais de dimensões variadas as soluções até então desenhadas de hosting com balanceamento e IP Fail Over, com serviços de DNS distribuídos por VPS´s diferenciadas.

Implementação de automatismos de gestão e monitorização de rede de alojamento com desenho de scripting e conectores múltiplos via API.